Combatendo mitos sobre aedes aegypti, zika vírus, dengue e chikungunya

Compartilhar

  • 0
  • 1421

O artigo a seguir responde às dúvidas mais comuns sobre o mosquito Aedes aegypti, e sobre as doenças de que ele é vetor: zika vírus, dengue e chikungunya. O objetivo é combater os mitos e boatos que têm sido criados desde que se constatou um surto de microcefalia em bebês no Brasil no segundo semestre de 2015.

O documento alerta que é fundamental que toda e qualquer atitude ou medida em relação ao panorama atual de dengue, zika vírus e febre chikungunya e do mosquito Aedes aegypti tenha comprovação e embasamento científicos reconhecidos por instituições idôneas (como Ministério da Saúde, Associações Médicas, FIOCRUZ, OMS etc.). Alerta também que algumas informações veiculadas na mídia requerem atenção extra por serem inverdades ou não terem comprovação científica.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio