Como garantir atendimento adequado para crianças que sofrem maus-tratos

Compartilhar

  • 3
  • 2014

(O conteúdo completo deste artigo está disponível somente em inglês.)

Crianças e adolescentes experimentam mais violência, abuso e vitimização criminal do que outros segmentos da população. Para reverter esse quadro, uma das soluções seria garantir uma abordagem holística do problema, ou seja, integrar diferentes atores da sociedade para tratar das causas e consequências dos maus-tratos a esses grupos.

O artigo a seguir mostra que instituições tendem a atuar separadamente, como pesquisadores e grupos de defesa dos direitos da criança, e muitas vezes competem entre si na atuação em defesa das vítimas de abuso sexual infantil, estupro, violência doméstica, castigo corporal, abuso físico e bullying, o que dificulta uma ação mais sólida para reverter esses problemas. Um solução seria evitar a fragmentação do sistema de combate e resposta ao problema.

Compartilhar

Deixe seu comentário

  • Nazareth dos Santos comentou:

    Muito boa o texto.

  • Petrucia de Melo Andrade comentou:

    Esses artigos são ferramentas que contribuem para a minha prática profissional.

  • Administrador comentou:

    Que bom, Petrucia! Por falar nisso, já conhece nosso boletim? Quinzenalmente, uma seleção especial de posts no seu e-mail! Inscreva-se clicando em "boletim" no cabeçalho do site. Um abraço!

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio