Estudo analisa efeitos da musicoterapia em bebês prematuros

Compartilhar

  • 0
  • 2722

A revisão sistemática a seguir busca sintetizar e atualizar as evidências científicas sobre os benefícios da musicoterapia no tratamento de bebês prematuros. A meta análise envolveu 964 bebês e 266 pais participantes em 16 pesquisas.

No geral, as pesquisas mostram que a musicoterapia beneficia aspectos como frequência respiratória do bebê e a ansiedade materna. Entretanto, não há evidências suficientes para confirmar ou refutar os efeitos da musicoterapia em outros resultados psicológicos e comportamentais no longo prazo.

(O conteúdo completo deste artigo está disponível somente em inglês e para assinantes do periódico)

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio