Estudo compara teor nutricional de alimentos industrializados para crianças

Compartilhar

  • 0
  • 1810

(O conteúdo completo deste artigo está disponível somente em inglês e para assinantes do periódico)

Muitos produtos alimentícios para crianças destacam atributos positivos em suas embalagens, alegando diferentes propriedades nutricionais. O estudo a seguir analisou 5.620 produtos alimentícios disponíveis em um supermercado brasileiro para identificar a disponibilidade de produtos destinados a crianças e comparar o conteúdo nutricional de produtos com ou sem alegações nutricionais nos rótulos.

Foram analisados os dados informados nos rótulos, sobre as quantidades de calorias, carboidratos, proteínas, fibras, sódio e gordura, e o tipo de alegação nutricional em cada embalagem. Os resultados revelaram que os alimentos infantis que declararam propriedades nutricionais em seus rótulos tinham tanto quanto ou menos atributos positivos do que aqueles que não anunciavam. Isto sugere que a regulação nesse tipo de publicidade com alegações nutricionais deve ser reforçada, de modo a evitar a indução de pais e cuidadores ao erro na hora de escolher o melhor alimento para seu filho.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio