Estudo mostra que Zika vírus continua a danificar o cérebro de bebês após o nascimento

Compartilhar

  • 0
  • 126445

Estudo realizado na Universidade de São Paulo revelou que o Zika vírus é capaz de continuar danificando o cérebro dos bebês infectados mesmo após o nascimento. Ainda não se sabe por quanto tempo o vírus continua a agir, mas as evidências mostram que isso ocorre por tempo suficiente para deixar sequelas.

Os pesquisadores chegaram a essa constatação a partir do caso de um bebê cuja mãe foi infectada na 26ª semana de gestação e ainda mostrava indícios de atividade do vírus 67 dias após o nascimento. A reportagem a seguir apresenta os achados do estudo e entrevista com os pesquisadores envolvidos.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio