Estudo relaciona brinquedos eletrônicos a atrasos na linguagem

Compartilhar

  • 4
  • 69707

(O conteúdo completo deste artigo está disponível somente em inglês e para assinantes do periódico)

O ambiente de linguagem em que a criança está inserida na Primeira Infância pode influenciar a aquisição da sua fala, além de afetar a leitura e o futuro sucesso acadêmico. No momento, não se sabe que tipos de atividades diárias promovem os melhores ambientes de linguagem para crianças. O estudo a seguir procura investigar se o tipo de brinquedo utilizado pelas crianças está associado ao nível de interação entre pais e filhos, e como isso interfere no desenvolvimento da linguagem.

Os pesquisadores concluem que a interação com brinquedos eletrônicos esteve associada a redução na qualidade e quantidade de linguagem recebida pela criança, quando comparados com livros e brinquedos tradicionais. Para promover o desenvolvimento de linguagem, a brincadeira com brinquedos eletrônicos deveria ser desencorajada, sugerem os autores. Outros estudos publicados no Radar da Primeira Infância já se dedicaram a estudar os efeitos dos eletrônicos para o aprendizado, a importância das brincadeiras tradicionais, e os problemas relacionados à emissão sonora dos brinquedos eletrônicos.

Compartilhar

Deixe seu comentário

  • cristiane comentou:

    Amei as dicas

  • Valdivina Monteiro de Meira comentou:

    Gostei do site

  • Valdivina Monteiro de Meira comentou:

    Gostei muito do site

  • Leilá Pamplona comentou:

    Amei o site

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio