Guia de paternidade ativa para os pais

Compartilhar

  • 0
  • 2620

(O conteúdo completo deste artigo está disponível somente em espanhol)

No Chile, uma instituição que reúne cerca de 52 creches decidiu lutar contra a desigualdade de gêneros sensibilizando os pais a exercerem uma paternidade ativa. A iniciativa foi motivada pela percepção de que, nas creches, os pais não eram tão participativos quanto as mães no cuidado das crianças. Além disso, constatou-se que a reprodução de estereótipos de gênero, que impõe papéis específicos a homens e mulheres, também ocorria na educação infantil, distanciando ainda mais os pais dos cuidados infantis.

A instituição se uniu à Unicef e elaborou o Guia de Paternidade Ativa para os Pais, que busca  orientar os pais para que sejam mais ativos na criação de seus filhos e filhas. A proposta do guia é oferecer conselhos e material de apoio para os pais e aqueles que exercem esse papel para se envolverem na criação de forma mais participativa, engajada e corresponsável, fortalecendo assim as relações familiares.

Este artigo, publicado pelo site EBC no Brasil, traz em português os destaques do Guia.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio