Opinião: literatura infantil contra a cultura da violência

Compartilhar

  • 0
  • 1993

No artigo a seguir, a cientista social Christine Castilho Fontelles social discute como a literatura pode ser uma aliada para despertar em crianças e adultos as habilidades para o convívio social e democrático. Segundo o psicanalista Jurandir Freire, o ser humano não é por natureza um ser social, por isso essas habilidades precisam ser estimuladas e trabalhadas ao longo da vida.

“Desde o berço, desde sempre e para sempre, ler com, ler para, ler junto literatura para construir linguagem, proporcionar a experiência de viver em outro tempo e lugar, ser outra pessoa, colocar-se em seu lugar e revelar afinidades”, defende a autora, que sugere um site para a consulta de livros infanto-juvenis que podem contribuir nessa construção.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio