Pediatra deve falar sobre questões do desenvolvimento nas consultas

Compartilhar

  • 0
  • 3267

O pediatra deve orientar as famílias sobre a importância de estímulos, como ler, contar histórias, cantar ou cantarolar, desde a gestação. É o que defende o neurologista infantil Saul Cypel. Na entrevista a seguir, ele explica o que a ciência já sabe sobre o tema e dá dicas de como colocar em prática as orientações da campanha “Receite um livro”.

Segundo Cypel, a partir da 25ª semana de gravidez, o feto já tem condições de perceber o som e também pode começar a usufruir desse contato. “É preciso fazer um trabalho corpo a corpo, principalmente nos primeiros anos de vida da criança, por meio do pediatra e de toda a equipe que a atende, para buscar estratégias que incentivem a leitura e o brincar. Esse é um período em que a criança vai muito ao médico”, defende o neurologista.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio