Recomendações para evitar o consumismo na infância

Compartilhar

  • 0
  • 3700

O artigo a seguir reúne nove recomendações para combater o envolvimento precoce de crianças com o excesso de consumo. Por não terem maturidade necessária, as crianças que se tornam consumidoras precoces podem sofrer impactos em seu desenvolvimento físico, cognitivo e emocional.

O excesso de consumo contribui para ampliar problemas como obesidade infantil, erotização precoce, consumo de álcool e tabaco, estresse familiar, violência e falta de um brincar livre. Entre as recomendações elencadas no texto estão: reduzir o tempo em frente à televisão, evitar o contato das crianças com os intervalos comerciais, substituir o uso de dispositivos tecnológicos pela brincadeira livre, ensinar a criança a distinguir a programação do intervalo comercial. O artigo sugere também uma abordagem mais consciente dos adultos durante as idas em família ao supermercado.

Compartilhar

Deixe seu comentário

O Radar nas redes sociais

Iniciativa

Apoio

Iniciativa

Apoio